Exame Periodontal

Um exame pelo dentista é a única forma de avaliar correctamente o estado das gengivas. Para além da avaliação clínica com uma sonda periodontal, devem também ser tomadas radiografias para avaliar o estado do osso.

O exame clínico na prática dentária é a única forma de avaliar correctamente o estado das gengivas.

Mais …

Num primeiro check-up, o dentista ou higienista dentário pode realizar o que é conhecido como um exame periodontal básico que demora apenas alguns minutos.

Mais …

A sondagem clínica precisa com a sonda de gengiva para medir as bolsas de gengiva e a altura do maxilar dentro de um milímetro é indispensável para o diagnóstico da periodontite.

Mais …

As medições com a sonda de gengiva podem detectar locais na dentição com maiores profundidades de sondagem que requerem uma avaliação adicional com um raio-X.

Mais …

Hoje em dia, os métodos microbiológicos dão-nos acesso a informação que não era possível obter utilizando métodos de teste convencionais.

Mais …

O diagnóstico da gengivite e periodontite baseia-se na classificação internacionalmente reconhecida da doença periodontal.

Mais …

Ferramenta de Cartografia Periodontal Online

Comece aqui …

Exame clínico

O exame clínico na prática dentária é a única forma de avaliar correctamente o estado das gengivas.

A auto-avaliação das gengivas, por exemplo em casa em frente a um espelho, não é suficiente para uma avaliação correcta porque é impossível determinar por si só se as estruturas de ancoragem do dente já foram danificadas pela inflamação das gengivas. As bolsas de chicletes também não podem ser detectadas por si próprias.

Apenas um exame clínico adequado na prática dentária com o que se chama uma sonda gengival (sonda periodontal) pode fornecer informações sobre se as gengivas são saudáveis, se há inflamação gengival (gengivite), ou se está presente uma doença das estruturas de ancoragem dos dentes (periodontite).

Exame periodontal básico

Num primeiro check-up, o dentista ou higienista dentário pode realizar o que é conhecido como um exame periodontal básico que demora apenas alguns minutos.

O exame periodontal básico é feito para determinar rapidamente se existem quaisquer problemas de gengivas. É uma forma simples de determinar se existe gengivite ou de detectar periodontite.

Utilizando uma sonda gengival (sonda periodontal), a profundidade de penetração na linha gengival é medida com suavidade e precisão.

Após este breve exame, são efectuadas mais investigações, havendo apenas provas de danos nas estruturas que seguram os dentes no maxilar. Estas investigações adicionais incluem o chamado estatuto periodontal e radiografias adicionais.

Informação adicional …

Gráfico periodontal

A sondagem clínica precisa com a sonda de gengiva para medir as bolsas de gengiva e a altura do maxilar dentro de um milímetro é indispensável para o diagnóstico da periodontite.

No exame clínico com a sonda gengival (sonda periodontal), a profundidade de penetração da sonda na bolsa gengival é medida em até seis sítios por dente até um milímetro. Especificamente, mede-se o comprimento entre a linha da gengiva e o fundo do bolso. A isto chama-se a profundidade de sondagem. Em locais saudáveis, a profundidade da sonda é de 3 mm, no máximo. Em locais onde a periodontite já levou a uma ruptura da ancoragem do dente, a profundidade da sonda pode ser de 4 mm ou mais.

Além disso, naquilo a que se chama uma carta periodontal, a altura do maxilar (nível de fixação) é registada com precisão. Uma tabela periodontal é indispensável para o diagnóstico e planeamento do tratamento. A tabela periodontal pode ser registada em linha em qualquer consultório dentário e reutilizada: www.periodontalchart-online.com.

Informação adicional …

Resultado dos raios X

As medições com a sonda de gengiva podem detectar locais na dentição com maiores profundidades de sondagem que requerem uma avaliação adicional com um raio-X.

O diagnóstico de periodontite só pode ser definitivamente confirmado com as radiografias necessárias. A selecção das radiografias necessárias para diagnosticar a periodontite só pode ser feita após o exame clínico. Isto pode prevenir a exposição excessiva à radiação.

No caso mais simples, um achado de raios X consiste em 2 imagens (imagens de mordedura das asas) e, no caso mais extenso, consiste no que se chama um estudo de raios X com até 14 imagens adicionais de raios X ou um raio X panorâmico. As imagens radiográficas feitas devem mostrar o osso maxilar em redor do dente e permitir estimar a gravidade da perda óssea.

Em cada raio-X feito no consultório dentário, a dentição deve ser verificada quanto à cárie, bem como quanto à periodontite.

Teste microbiológico

Hoje em dia, os métodos microbiológicos dão-nos acesso a informação que não era possível obter utilizando métodos de teste convencionais.

Com testes microbiológicos modernos, a composição da placa dentária é testada para os seguintes tipos de bactérias nocivas:

  • Prevotella intermedia
  • Porphyromonas gingivalis
  • Agregatibacter actinomycetemcomitans
  • Treponema denticola

O custo deste esforço de diagnóstico adicional é justificado se a informação obtida levar a um tratamento melhorado ou se for possível evitar um tratamento desnecessário.

Classificação das doenças periodontais

O diagnóstico da gengivite e periodontite baseia-se na classificação internacionalmente reconhecida da doença periodontal.

Em 1999, realizou-se nos EUA o primeiro workshop internacional para a classificação das doenças periodontais. A novidade mais importante em comparação com a classificação europeia de 1993 foi que as formas da doença já não eram definidas principalmente com base na idade do doente na altura do primeiro diagnóstico, (por exemplo, periodontite juvenil e adulta). As novas formas de periodontite crónica e agressiva foram introduzidas, bem como, por exemplo, a periodontite que pode ser associada a doenças sistémicas.

No entanto, a nova classificação desde 2018 já não diferencia entre periodontite crónica e agressiva. A periodontite é agora descrita – de acordo com a classificação da diabetes – utilizando a encenação e a classificação.

Informação adicional …

Additional Information

You can use our content for your own productions while acknowledging the Creative Commons License:

Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0
https://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0/deed.en

How to cite our content:
www.perio-tools.com / CC BY-NC-SA 4.0